Uncategorized

líquidos por natureza

“…a “síndrome consumista” destronou a duração, promoveu a transitoriedade e colocou o valor da novidade acima do valor da permanência”. Zygmunt Bauman, em Vida Líquida.

> Por enquanto, estou entendendo as duas obras do sociólogo polônes – Vida Líquida e Amor Líquido –, indicado por 2 professoras do curso de Jornalismo para fundamentar um trabalho acadêmico. Até agora, a imersão da leitura tem revelado alguns aspectos interessantes que mudaram um pouco a forma que via certas situações do cotidiano. Sendo o individualismo levado a posições extremas na chamada era pós-moderna, o que se mostra na realidade é uma desconstrução do sujeito diante da transformação de necessidades básicas em mercadorias de afirmação social. Troca-se a ação efetiva de transformação pela posse imediata de produtos e marcas que substituíram a essência pela presença. Vai ser difícil quebrar o espelho…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s